Beleza

Era das blogueiras: por que não ser como elas.

Desde muito pequenininhas nós somos postas a diversas imagens de mulheres muito bonitas e que chegam a ser fora dos padrões normais que vemos nas ruas. Agora, estamos vivendo uma era de redescobertas, em que aceitamos o nosso perfil físico e valorizados o que temos, com a ideia de não nos compararmos com aquele padrão fora do normal de anos atrás. Isso é maravilhoso e se desde sempre tivéssemos sido influenciadas pela mídia dessa forma, e até pelos nossos parentes, acredito que alguns problemas com baixa autoestima iria por água abaixo.

Entretanto, essa é uma cultura imposta no nosso país. E nós bem sabemos que modificar culturas é um processo longo. Além dessa era de nos aceitarmos estamos vivendo uma outra tendência: a de bloggers de imagem. Essas meninas têm tantos seguidores e suas opiniões são tão importantes que diversas outras garotas se inspiram no modo delas em se vestir, maquiar e tudo o mais.
Só que isso ao mesmo tempo que é bom também pode ser ruim. Já ouvi tantas, mais tantas vezes. “Eu quero o nariz igual ao da fulana de tal”. “Meu cabelo é um lixo, olha o dessa blogueira como é”. Não há problema algum em se inspirar, até porque elas dão tantas dicas que são super importantes. Mas entenda… ser blogueira é uma profissão. Quem entra nesse universo sabe que vai ganhar patrocínio para postar fotos com os looks das marcas que as contratam. Além de hotéis que dão suporte para que elas viagem com o intuito de divulgar a empresa.
Portanto, não devemos nos comparar com essa realidade que não é nossa. Nós não ganhamos dinheiro para ficarmos bonitas sempre. Nós ganhamos dinheiro para ajudar dentro de casa, para cumprir com nossas obrigações. E quando dá compramos um cosmético ou outro. Assim, como garotas cristãs que somos, vamos combinar de não dizermos mais que o nosso cabelo é um lixo, tá bom? Pois não temos acesso aos produtos de beleza que as blogueiras têm e nem disponíveis os melhores cabeleireiros. Se inspirar, tudo bem, mas não seja como elas.
Beijos e fique com Deus.
Ana, Bella e Rodrigo. – Ministério Florê.


Ei pessoal, as vezes vocês vão ver alguns textos do pessoal do Ministério Florê, (passa la no Instagram deles para dar uma olhadinha), eles são um ministério parceiro aqui do blog, assim como nosso brother Pedro Gaspar, que colabora sempre.

Mas quero dar uma breve continuação a esse texto sobre algo que o Pai tem ministrado e feito em mim.
Nós devemos nos ver segundo os olhos do Criador. Ele nos fez e se apaixonou pelo que fez, Ele nos ama incondicionalmente, e Ele não mudaria nada em nós.
Não deixe vozes em sua mente dizer coisas que para Deus não é verdade. Não se sinta inferior pela perfeição aparente que você vê do outro lado da tela, eu mesma já fui muitas vezes sujeita por dar moral a essas vozes por achar alguém incrivelmente perfeito do outro lado da tela, não ter o cabelo, olhos, roupas, vida daquela pessoa, mas não mais! Comecei a orar querendo me ver sobre os olhos de Deus e então me sinto muito mais filha, muito mais única, muito mais eu, me sinto quem fui criada para ser.
Essa experiência de saber essa multidão de sentimentos que Deus teve ao meu respeito ao me criar foi única. Verdades que nunca passaram pela minha cabeça, qualidades que meus olhos ainda não tinham percebido sobre mim mesma e a preciosidade de alguns detalhes muito únicos. Foi isso que Ele sempre quis, que eu seja ÚNICA, uma beleza única, a beleza de ser eu mesma.

Se você acha que tem que mudar algo em você, a cor do cabelo, o peso.. Mude porque você se ama assim mas quer melhorar e eu sinceramente não vejo mal algum nisso, contando que você se respeite, mas só busque evoluir, mas jamais viva cativa de moda, rosto simetricamente perfeito, corpo extremamente magro e ou definido.

Aceitei quem eu sou, e amei!
Sempre achei que seria impossível gostar de tantas coisas variadas ao mesmo tempo. Tudo nesse mundo internauta parece seguir uma única linhagem, tipo: se você é skatista você só usa roupas de acordo com o estilo, ou se você tem um estilo mais “glam” e curte maquiagem, salto alto, você precisa viver as 24 horas do seu dia assim.. Não é assim. Não mesmo!

Eu gosto de usar tênis, mochila, mas as vezes gosto de algo mais delicado como uma sapatilha e uma bolsa delicada. Amo frio e usar moletom, amo vídeo game, café, pizza, japa, hambúrguer, mas também sou muito fã de praia, livros, comida italiana, suco detox, comidas levinhas e coisas naturais, chá, suco de laranja, verão.
Se alguém está ditando por aí que você tem que gostar de um único estilo e seguir nele a vida inteira, isso está errado. Você pode e deve gostar do que você gosta, e ser você por ser assim, simples! Não faz mal nenhum fazer essa mistureba de coisas, eu sei onde está o meu coração, sei que não preciso da aprovação de ninguém e somente da opinião do meu Pai.

É tão lindo você transparecer a sua essência sem carregar vestígios por aí de outro alguém, sabe? Ser você mesmo independente se as coisas que você curte alguém curta também, só não seja um outro alguém porque esse alguém é linda e estilosa demais.
Talvez quando você parar de olhar a vida da outra pessoa e desejar ser igual a ela, você vai conseguir ver com clareza o quanto Deus quer que você viva algo único com Ele, algo inédito, só você e Ele, sem falar: “quero ser igual fulana, ou quero fazer coisas que fulana faz, quero o que ela usa, quero a intimidade com Jesus que ela tem”.. PARE COM ISSO!
Quando você estiver diante de Jesus lá no céu, o que você vai ter pra falar pra Ele? Que foi uma cópia do relacionamento lindo que Ele teve com outro alguém aqui?
Busque conhecer, busque ouvir e ver quem você É aos olhos do Pai.

Obrigada Ministério Florê pela colaboração, Deus continue abençoando vocês.

Um abraço de urso.

Mars

You Might Also Like...