Uncategorized

Cada Peça do Meu Armário

Cada peça do meu armário representa algo. Um moletom:  talvez seja ingratidão. Uma bolsa: o meu desejo cego por cada vez mais. Um sapato: que meus pés estão salvos de tocar o asfalto gelado. Um vestido: de que eu já dancei com a vida, com as alegrias e com tristezas.

“Tá, Stefanie, agora você está romantizando até mesmo o seu guarda-roupa?”, mais ou menos isso. Vou contar para vocês de onde saltou esse bando de significados para coisas materiais. Eu estava em casa e decidi arrumar meu armário. Pensei que, talvez por fazer um bocado de tempo que eu não comprava muitas coisas novas – justamente por estar me controlando , talvez fosse o tempo de investir em coisas novas, ganhar um dinheiro vendendo as antigas e doar outras. Até aí, normal.

Porém, comecei a ficar constrangida, porque tirava peças e mais peças, e ainda sobrava MUITA roupa, muita coisa. Então, começou a passar um flash… cada roupa ali se tornou no Espírito Santo falando “Isso aqui? suor do seu pai”, “isso aqui? pessoas que passam frio” “para esta, fome”, “nunca teve sapatos”. E, de repente, me vi entre um monte de roupas no chão, chorando.

É necessário tanto? É necessário sempre querer mais? nunca ser o suficiente? Eu me vi feliz em poder abrir as gavetas e ver cada vez menos coisas ali dentro. E comecei a me encher de gratidão por tudo… por Jesus, pela minha família, pelo meu quarto.

Sabe, talvez você não se identifique com este texto… talvez não tenha um guarda-roupa cheio de coisas e até mesmo se exclua e se condene por isso. Talvez cobre muito dos seus pais, não veja o esforço do trabalho. Talvez o trabalho seja o problema… “tenho tudo mas não tenho amor”. (Às vezes o trabalho, o tudo, é uma forma de receber amor de quem não sabe demonstrar com palavras, sabia?).

Enfim… a ausência de um guarda-roupa cheio, nem sempre é a ausência de um coração ingrato. Seu coração é como se fosse um verdadeiro armário. Tantas coisas valiosas guardadas ali… Nem sempre cheio de artigos de marca, roupas da moda e tendências. Existem roupas velhas, que mesmo não servindo mais, são difíceis de se ‘livrar’ delas. Existem roupas com marcas, furadas, que são como feridas no seu coração. Existe aquele excesso… as roupas que você tem demais, e não usa. Talvez alguns dons na sua vida, parados. Talvez, até mesmo a vontade de agarrar o mundo e fazer DEMAIS. Você está cheio de coisas na mão mas não consegue usufruir ou vestir nenhuma.

Seu guarda-roupa pode não ser o dos sonhos… e o da sua amiga pode te atrair BEM mais. Assim como seu coração, a sua vida. Mas, hoje, é dia de limpeza… é dia de agradecer pelo o que tem. É dia de jogar fora as peças que não usa… é dia de pegar o excesso e dar para quem realmente precisa! É dia de deixar ir aquilo que não te serve mais… de entender que as peças surradas, furadas, amassadas e MARCADAS, não podem mais ficar remoendo, enchendo todo o espaço do seu armário, ou do seu coração.

É dia de entender que hoje você não precisa mais tocar os pés no asfalto e sujá-los, machucá-los… talvez porque você tenha MUITOS sapatos, talvez tenha só um… mas, acima disso, entender o real motivo: um dia, um homem simples andou descalço pelo mundo, andou sobre brasas, pisou na serpente… calejado, ferido, humilde, pagou o preço para que você não precisasse mais ferir os teus pés.

Abra seu coração. Faça reforma… deixe ir coisas. Valorize o que tem, quem te dá, o que não te falta… E dos teus sonhos e desejos a conquistar?? ahhhh, mesmo humilde e simples, àquele homem continua trilhando um caminho para que você sorria, se sinta abraçado, aquecido e que nada te falte… nem mesmo as pequenas coisas.

Mesmo sem nada, ou com muito: Ele é tudo e o suficiente. Abra seu armário, abra o seu coração, e deixe que Jesus limpe toda a bagunça.

Stefanie Sterci

Arte: Camila Gonçalves (@caagoncalves / @cagoncalvesart)

You Might Also Like...

  • Vitória Fernandes
    maio 8, 2017 at 10:02 pm

    Que Deus possa abençoar cada vez mais, porque vocês tem me abençoado de tal forma com esses textos que é quase impossível de explicar.
    Obrigada e que Jesus esteja sempre com vocês.

  • Fran Mello
    maio 20, 2017 at 6:34 am

    Isso aconteceu cmg há uns 2 meses, e eu tive a mesma reflexão que a sua. Meu armário estava tão cheio, e toda vez que eu o abria, ficava mal em ver. Tinha roupa com etiqueta ainda.. 🙁 Mad um belo dia fiz um limpa em tudo, tirei tudo que eu não usava mais e o resultado foi incrível! Meu armário ficou com um pouquinho de roupas, só as que eu realmente iria usar, o restante, doei pra igreja. Enfim, isso me fez tão bem.. Como se eu tivesse feito um limpa em mim e não no meu armário.
    Vc teve uma reflexão maior a respeito, e me fez ver mais além do que eu já tinha visto. Obrigada. Grande beijo…