Devocional

O que acontece na nossa dor.

Talvez você tenha vindo de momentos de dor e tem pensado sobre o porque desses momentos serem tão longos, tão dolorosos. Talvez também tenha passado pela sua cabeça pensamentos de que você jamais será feliz e tudo que terá pela frente é um caminho de tristeza e choro.

Na verdade, quando estamos sofrendo tudo que conseguimos ver pela nossa frente é a dor.

A anos atrás em momentos assim, eu me afastaria totalmente de Deus, porque sabendo que até as folhas das arvores caem somente pela permissão dEle, a dor também seria permissão dEle e automaticamente eu iria pensar sobre um Deus Pai que gosta de me ver sofrer. Sim, isso é completamente errado.

Nessas últimas semanas tenho sido ministrada em “ver pela perspectiva de Deus” e meu coração foi relembrado por algo que a Roberta Vicente escreveu no Instagram dela, que era como Deus havia a ensinado a olhar as coisas pela perspectiva dEle enquanto ela estava em um avião olhando para as nuvens do céu. Quando estamos aqui olhando para cima, tudo que vemos é muito maior que nós, mas se estamos no alto e olhamos para baixo, as coisas ficam minúsculas e essa é a perspectiva integral de Deus.
(Ps: obrigada por nos ensinar sobre as coisas que o Pai fala em seu coração Beta).

Nós passamos pelos problemas tendo como visão a nossa perspectiva e não a do Pai.
Eu questionei o máximo possível sobre o porque eu estava passando por uma temporada ruim, porque Deus estava permitindo isso, até que o Espírito Santo começou a me ensinar sobre o porque de estar doendo tanto, e o porque da permissão do Pai pra essa temporada e a resposta foi essa:

Tendo sido, pois, justificados pela , temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo,
por meio de quem obtivemos acesso pela a esta graça na qual agora estamos firmes, e nos gloriamos na esperança da glória de Deus.
Não só isso, mas também nos gloriamos nas tribulações, porque sabemos que a tribulação produz perseverança,
a perseverança, um caráter aprovado; e o caráter aprovado, esperança.
E a esperança não nos decepciona, porque Deus derramou seu amor em nossos corações, por meio do Espírito Santo que ele nos concedeu.
Romanos 5:1-5

A dor estava produzindo em mim algo que talvez na alegria não fosse firmado.
A dor produziu perseverança e a perseverança produziu um caráter aprovado e o caráter aprovado produziu esperança e a esperança não me decepcionou, porque a esperança é crer e ver coisas que materialmente ainda não existem e tudo isso porque Deus, o bom Pai derramou seu grande amor em meu coração através do Espírito Santo que Ele me deu.

Eu sempre levei comigo a frase daquele conhecido filósofo contemporâneo cristão chamado Rodolfo Abrantes: “que das minhas feridas, saia poder pra curar, que cada hora perdida me lembre que não é pra eu parar”, e sempre achei que meus momentos de dor estavam sendo permitidos para que uma hora pela permissão do Pai eu pudesse ajudar outras pessoas. E obviamente isso é bem verdadeiro e isso já aconteceu, mas pensar que através da dor eu poderia estar sendo moldada para ser uma pessoa melhor em Deus? Jamais pensei nisso!

E sempre me surpreendo porque sou muito apegada em dizer “todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus (Rm 8.28), e sempre digo pra mim mesma que todas as coisas sejam elas boas ou ruins, vão contribuir para o meu bem. Deus faz os mais temíveis vales e crises, desertos ou cavernas, se tornarem bem pra mim.

A gente complica o simples.

E é isso que acontece na nossa dor. A gente cresce em Deus, em intimidade, aprende e quando tudo parece não ter mais nenhum sentido, entendemos que o Pai tem derramado amor em nós através do Espírito Santo, nosso melhor amigo, e isso mostra que até no nosso momento de dor, Ele tem derramado amor. Mesmo que não enxerguemos e duvidemos disso sempre.

Deus é intencional em tudo que faz, e Ele tem intenções de amor sobre nós, não há como escapar que todas essas coisas são e sempre serão sinais do quando Ele nos vê e nos ama.

Não burle a sua dor, ela está produzindo algo eterno (e maravilhoso) em você.

E deixo meu último recado: “alegrem-se na esperança, sejam pacientes na tribulação, perseverem na oração.”
Romanos 12:12

Abração (de urso, claro).
Mars

Esse vídeo aqui, complementa toda a leitura. São menos de 9 minutinhos pra edificar sua vida.

You Might Also Like...

1 Comment

  • Reply
    Letícia Krahenbuhl
    setembro 18, 2017 at 10:13 pm

    O nosso Papai é tão lindo. TÃO LINDO que até mesmo na dor Ele mostra o Amor.
    Temos que estar preparados para mostrar nosso amor a Ele, mesmo na dor. Porque, afinal, a dor produz coisas lindas em nós.
    Obrigada por ser ponte do Espírito Santo para com seus filhinhos. Deus continue abençoando!!

    http://leticiaeostreze.blogspot.com.br/

  • Leave a Reply