Faculdade Vida

Como descobrir seu chamado e o que Deus quer que você faça! – Como aconteceu comigo. Vestibulares/Profissão.

Esses tempos atrás fiz uma sequência de postagens no history do Instagram contando um pouco sobre chamado e sobre como foi o processo de ouvir e entender o que Deus estava planejando para a minha vida, e algumas pessoas pediram para que eu fizesse um texto mais completo e detalhado sobre tudo que aconteceu nesse período, e cá estou.
Então, se você ainda não entendeu o que Deus quer pra sua vida, acompanhe a leitura, acredito que possa te ajudar.

VESTIBULARES.
Terminei o colegial em 2012, mas desde 2010 a frase “o que fazer do futuro” já rondava meus pensamentos. Em 2010 fiz meu primeiro vestibular como trainee, e obviamente coloquei qualquer curso, porque fiz somente para saber como é uma prova nível vestibular.
Já em 2011 as coisas começaram a me preocupar mais, mas eu ainda estava levando tudo na brincadeira,  “deixa pra decidir melhor depois”.
E por fim 2012, o ano da formatura. Depois das férias do segundo semestre, aquele aperto no coração. Parecia que meus amigos retornaram às aulas após as férias, totalmente decididos em suas futuras profissões e em quais faculdades iriam ingressar, menos eu, que não fazia ideia de nada sobre o futuro.
Fim do ano chegou e os vestibulares também, e eu fui bem irresponsável com meu futuro. Na hora de assinar as minhas opções de curso nas provas dos vestibulares, eu assinei baseado naquilo que meus pais gostariam que eu fizesse, biomedicina ou administração, que são dois cursos incríveis, duas profissões lindas, mas totalmente incompatíveis comigo.
Algumas semanas depois de ter feito uns 4/5 vestibulares marcando essas duas opções de curso, precisei deparar com a notícia e conviver que fui aprovada em 80% dos vestibulares que fiz, prestando biomedicina.
“Ok, vou ser biomédica!”, e o coração cheio de medo e desespero. No dia de fazer minha inscrição na faculdade, meus documentos estavam errados, um detalhe importante a se dizer, é que era o último dia para realização da inscrição.
“Perdi” um ano!
Vi todos os meus amigos do colegial ingressando no curso superior e eu ficando para trás.

OUVINDO A DEUS.
Neste ano que fiquei sem estudar, consegui um estágio bem bacana em uma empresa legal e pude crescer bastante lá, mas iniciei 2013 pensando em somente uma coisa: vou descobrir em Deus, o que Ele quer que eu faça dessa vida.
O ano foi passando e eu orei todos os dias sobre o que Ele queria, jejuei, pedi orações aos meus líderes e nada. Deus estava completamente em silêncio.
Mais uma vez Outubro chegou e começou novamente as inscrições para vestibulares em Novembro e meu coração começou a se encher de desespero mais uma vez.
Eu cheguei a fazer pirraça com Deus dizendo: “olha só Deus, se o Senhor não dizer o que o Senhor tem pra mim HOJE, eu não vou sair do meu quarto, não vou comer nada, nem vou fazer nada! Ou o Senhor fala comigo, ou o Senhor fala comigo!”. Cantei, orei, chorei, rolei no chão, pulei, dormi, levantei, chorei mais um pouco, li a bíblia o dia todo, e nada de Deus falar comigo.
Mal sabia eu que com Deus não se barganha.
Novembro chegou e mais uma vez os vestibulares também.
Eu tinha uma universidade em mente e aquele vestibular pra mim era o mais importante, mas faltava apenas um dia para esse vestibular e nada de Deus falar comigo. Naquele dia, eu orei sério com Deus, abandonei minha ansiedade, deixei de lado meu nervosismo e me acheguei a Deus para conversar sério. Chorei mais um pouco, orei muito, li a bíblia e nada.
“Ok Deus, desisto! Seja realmente o que o Senhor quiser!”.
Peguei o notebook e fui bisbilhotar as coisas no Tumblr, de repente me deparo com uma postagem de um jovem brasileiro que estudou no College da Hillsong Church Australia, e nessa postagem esse rapaz contou o testemunho sobre como o “No Other Name” foi parar em todos os telões da Times Square de NY.

Aqui está a história sobre o No Other Name, a campanha Publicitária/propagandista que Deus usou pra eu entender o que Ele queria pra mim. (LEIA!)

“A ideia original em torno de “No Other Name’ era criar uma campanha de propaganda que desafiava qualquer nome que se afirma como maior do que o nome de Jesus. Podia se tratar de um nome que está associado com sucesso, riqueza ou fama, ou um nome que fala de fracasso e carências tais como doença, depressão e pobreza. O nome Dele – de Jesus – é maior.

Quando a nossa destemida pastora de criação, Cassandra Langton, tomou a decisão de chamar o próximo álbum da Hillsong de ‘No Other Name’ (Não Há Outro Nome), eu pensei em uma ideia maluca para a arte do álbum… [uma foto] tomando todos os outdoors da Times Square de Nova Iorque com a frase ‘No Other Name’. A Times Square – um dos locais mais emblemáticos da terraé um lugar onde tantos nomes gritam pela fama. As marcas mais poderosas, os maiores shows e celebridades famosas, cada nome quer ser o maior! Talvez essa seria a forma mais poderosa para lembrar ao mundo que o seu nome DELE supera todos eles.

Ter a ideia era uma coisa, mas nós nem sabíamos como poderia ser possível. Para ser honesto, o meu primeiro pensamento, imediatamente após a ideia, era quanto seria o custo disso e eu presumi na hora que seriam dezenas de milhares de dólares que nós simplesmente não tínhamos em nosso orçamento para o álbum. E , depois de algumas madrugadas gerindo fusos horários [10h de diferença], enquanto ligávamos para agências de publicidade em Nova York, não parecia que iríamos conseguir.

Mas a oração sempre abre portas.

Pela graça de Deus, conseguimos um negócio incrível com uma agência de publicidade que poderiam nos ceder vários outdoors por alguns minutos e por um custo bem baixo. A exibição foi agendada para depois de meia-noite – definitivamente não é o horário de pico e por isso não estariam muitas pessoas ao redor – mas decidimos dar uma chance.

Depois de voar por 24 horas e passar dois dias planejando com a nossa equipe de criação da Hillsong NYC, o momento chegou – 00:30 na Times Square, faziam 2ºC, os nossos fotógrafos e cinegrafistas estavam prontos, algumas centenas de pessoas se reuniram.

E a exibição não aconteceu.

Foi frustrante e confuso. Houve uma falha técnica? Devido a hora que era de manhã bem cedo, nós não podíamos chegar até a agência de publicidade para ver o que tinha acontecido. Tudo o que sabíamos era que o vídeo nunca apareceu. Voltamos ao nosso hotel por volta das 02h00, nos sentindo muito pra baixo por causa dessa situação. Decidimos orar sobre isso e entrarmos em contato com a agência de publicidade no dia seguinte. Tivemos um palpite de que, conhecendo Deus, Ele sempre tem um plano maior.
Na manhã seguinte eu acordei com um telefonema da agência dizendo que estavam extremamente arrependidos sobre o erro. Para compensar isso, eles decidiram nos dar 21 outdoors por uma fração do custo que seria normalmente. Além disso, o vídeo ficaria nas telas por uma hora de forma gratuita e que poderíamos escolher qualquer momento que queríamos. Qualquer pessoa que trabalha em marketing ou comunicações saberia que o que estavam nos oferecendo por um custo tão baixo foi verdadeiramente um milagre.

Então, lá estávamos nós no dia seguinte, quinta-feira 24 de Abril, às 21:15, observando com admiração (e com câmeras prontas!) como uma das esquinas da icônica Times Square estava coberta com o nome de Jesus e a frase ‘No Other Name’.

Foi um momento que eu nunca vou esquecer. O mais interessante de tudo eram os murmúrios dos espectadores, enquanto conversavam entre si, tentando descobrir que ‘empresa’ estava sendo promovida e por que não havia nenhuma ‘logo’ ligado à “marca” ou “anúncio”. Conectando os diferentes quadros do vídeo e percebendo que a frase “No Other Name’ estava se referindo ao nome de Jesus.

Quando menino, eu sempre pensei que Mateus 24:14 foi um versículo para ser entendido ao pé da letra e que para Jesus voltar teríamos de compartilhar o evangelho, verbalmente. E, claro, não há nada como compartilhar sobre Jesus em um bate-papo com alguém. Mas hoje, eu penso sobre este versículo um pouco diferente e eu sou inspirado pela forma como a criatividade, fora da caixinha e das declarações potentes – a propaganda para o bem! – pode convidar as pessoas a considerar a verdade de que não existe nenhum outro nome além de Jesus. E eu acho que, na semana passada, talvez um pouco de Mateus 24:14 aconteceu nas telas da Times Square.”

Fonte: Wesley Na Austrália

Quando vi essa postagem no Tumblr, chorei, meu coração rasgou e se rendeu na hora. Era isso! Todas as dúvidas que carreguei por mais de 3 anos, foram aliviadas em questão de segundos. Paz, clareza, certeza, foram sentimentos que pude contemplar em sua totalidade.
Mesmo que minha mente tentou duvidar dizendo: “será que é isso mesmo?”, algo dentro de mim, carimbado, afirmava, não deixava que nenhuma partícula do meu interior duvidasse dessa verdade, É ISSO!

Descobri a Publicidade e Propaganda.
Descobri que eu poderia revolucionar as mídias, os meios, as ferramentas, a comunicação, a tv, o cinema, a fotografia, o rádio, e um leque imenso de áreas a serem transformadas.

No dia seguinte, dia do vestibular, a primeira opção foi: Publicidade e Propaganda. 
Uma semana depois: APROVADA 100%.

Desde o primeiro dia de aula, até hoje, (faltando pouco menos de um mês para eu apresentar meu trabalho de conclusão de curso), nesses 4 anos, TODOS-OS-DIAS eu fui/vou a faculdade na certeza que é isso que o Pai quis, é isso que Ele quer. Nem nos piores dias de dificuldade, choro, desespero, nem nesses dias consegui me perder dessa certeza: Ele me colocou onde estou, Ele me mantém, porque esse é o sonho dEle.

COMO DESCOBRIR SEU CHAMADO?
Se tem algo que você precisa saber, é que chamado não tem a ver com o que você vai fazer, mas sim sobre onde você está!
No comecinho do livro de Gênesis, vemos que Deus criou todas as coisas e se mostra satisfeito com tudo que fez, porém, Deus deseja o homem, Ele desejou companhia, Ele desejou que alguém desfrutasse da perfeita obra de Suas mãos, então criou o homem.
Perceba, no inicio era somente Deus e o homem, o homem tinha plena comunhão e comunicação com o Criador. Deus designou ao homem funções importantes como: dar nome aos animais, e assim o homem fez.
Após a criação da mulher, após também a desobediência deles em comer o fruto proibido, em Gênesis 3.8-9 vemos Deus caminhando pelo jardim e procurando pelo homem. Então Ele pergunta: “ONDE VOCÊ ESTÁ?”.
Deus não chamou o homem e perguntou: “O QUE VOCÊ FEZ?”. Ele já sabia de tudo, inclusive sabia onde Adão estava escondido.

Na presença de Deus é o lugar onde não devemos sair. Estar na presença dEle é o nosso chamado. No início era somente Deus e Adão no jardim, homem contemplando a companhia e presença de Deus e então Deus designou tarefas ao homem.
Na presença de Deus, Ele nos dá tarefas.

Chamado, é onde você está, se trata da presença e comunhão com Deus, e onde você está é o lugar que você vai saber o que Ele quer que você faça.

Observe: PRESENÇA DE DEUS – TAREFAS A SE CUMPRIR – CUMPRIMENTO DAS TAREFAS.

Não há como burlar o processo e cumprir as tarefas sem ouvi-las na presença de Deus.

Chamado se trata de onde você está.

Pois onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração.
Mateus 6:21

Se a presença de Deus for valiosa, o que Ele te designar, você colocará todo seu coração e isso elimina toda dúvida que você possa ter sobre o futuro.

ESFERAS DA SOCIEDADE.

Família – lar
Religião– a igreja
Educação – escolas
Governo – politica
Mídia – comunicações
Artes – entretenimento e esportes
Economia – negócios, comércio, ciência e tecnologia.

“Estas sete esferas de influência nos ajudarão a formar nações para Cristo. São ferramentas para usarmos no cumprimento de Mateus 28: discipular as nações e estender o reino de Cristo por toda a terra.” (Jocum).

A área que o Senhor me chamou pra atuar, como vocês podem ver, é a Mídia, na comunicação. Não tenho nem meio porcento de dúvidas que é aqui que Deus me designou para estar.

DICAS PARA FACILITAR TODO O SEU PROCESSO.

Desde criança eu desenho e sempre fui elogiada por isso. Sempre amei decorar os jingles grudentos da rádio, sempre quis saber o que há por trás dos comerciais/intervalos que tanto me atrapalhavam de ver os filmes, sempre amei o processo que se dá ao fotografar, sempre gostei de me expressar assim, criando, dando cor, dando fala..
Quando “cresci”, precisei olhar pra mim mesma com muita humildade e assumir que eu fazia as coisas que sempre gostei de fazer, muito bem.

E essa é minha dica, sem mimimi, sem modéstia demasiada, olha pra você, veja as coisas que você gosta de fazer e o que você faz bem. Olhe pra aquilo que seu coração queima!

Antes mesmo de Deus falar comigo aos 17 anos, com 7 ele já carimbava dentro de mim tudo que amo fazer hoje na minha profissão.

Você vai se dar bem. Mas se você ainda não faz ideia do que fazer pela frente, corre para a presença de Deus, lá você vai ouvir o que Ele tem pra você.
E antes que você desanime por talvez demorar ouvir a Deus, demorou 3 anos pra eu conseguir ouvi-lo nitidamente, e o mais intrigante que isso aconteceu apenas 1 dia antes do vestibular.
Percebe que no meu processo, eu só consegui entender o que Deus queria quando tirei aquele ano de 2013 pra orar?
A presença é o segredo. Vá pra lá!

Eu espero ter te ajudado, e eu estou orando para todos que estão e vão fazer vestibular, fiquem em paz, o Pai tem planos, e são lindos. Há 7 esferas de influência na sociedade, uma delas pertence à você e você será guiado até lá. Sim, todas essas áreas são influentes, uma dona de casa é influente, porque não se trata de quantos seguidores ela tem para “exibir” sua maestria em cuidar do seu lar, mas sim, o quando Jesus se mostra em sua família, mesmo que humilde, a presença dEle está e reina.

Você precisa ocupar a cadeira que é só sua em uma dessas esferas. Apesar de ter milhares de Publicitários cristãos, o que Deus quer que eu faça, somente eu posso fazer, ninguém mais.
Pode ter milhares de políticos, pastores, donas do lar, professores, esportistas, artistas, economistas, cientistas, tecnólogos, comerciantes, empresários, mas se Deus te chamou pra uma dessas áreas, a tarefa que você foi designado, só você vai fazer, no meio desses milhares.
Nós somos únicos e diferentes, e o que vamos fazer também.

Fique em paz. De preferencia, aquela que excede todo entendimento.
Mars.
Comenta aí em baixo se isso explica bastante sobre eu tomar muito café. (hehe).

 

You Might Also Like...

  • Rebecka Vasconcelos
    outubro 27, 2017 at 3:32 am

    Meu Deus… Não sei nem o que dizer

  • Thamires
    outubro 27, 2017 at 5:09 am

    Eu passei por algo parecido Mars!! Eu queria, como a maioria quer, passar numa faculdade pública, mas eu não tinha ideia do que fazer. No meu terceiro ano eu tinha várias opções mas nada certo. Eu não tinha a noção do chamado e a maturidade na minha mente como tenho hoje, é claro, mas sempre confiei na direção de Deus em relação ao que Ele queria para mim. Até que fui para um pequeno grupo logo no comeco do ano e dois amigos meus começaram a conversar, ambos faziam Medicina e me perguntaram “por que você não faz medicina?” Eu neguei na hora, pois me considero muito nervosa pra ser médica haha! Ao falar isso p eles, eles falaram “faz odonto, tu tem cara de dentista!” E eu fiquei pensando nisso ao longo do ano, mas havia decidido que colocaria psicologia como outra opção no vestibular. Acontece que não tinha psicologia na faculdade estadual, que era a que eu queria, só odontologia e portanto coloquei odontologia. Acabei passando, mesmo sem ter estudado o suficiente pra isso e acredito que em tudo Deus me guiou. Hoje quando eu desanimo, eu confio que Ele me pôs onde estou para fazer algo por Ele e eu vou fazer. É realmente frustrante pensar no futuro e não enxergar nada, mas é verdade, Ele sempre tem um chamado para nós, as vezes é explicito como no meu caso, em outros temos que procurar mais, mas Ele sempre mostra.
    Gostei de você falar sobre isso, eu acredito que irá ajudar muitas pessoas a entender que nossa futura profissão é muito mais do que só uma forma de conseguir dinheiro. É sobre Ele. Tudo sobre Ele. Abraço 💜💜

  • Fernanda
    outubro 27, 2017 at 12:29 pm

    Caraca, como reagir depois disso tudo?
    Minha situação é parecida, a única diferença é que eu já estou na faculdade há 3 anos e há 3 anos é o meu dilema. É frustrante estar na metade do curso e não sentir prazer nele e não me encontrar onde estou. Já orei de diversas formas e jeitos e ainda não tive nada tão claro, apenas quero sair, mas sempre bate o temor de que talvez a minha saída não seja a vontade dEle.
    Obrigada por esse texto. Eu achei que era a única.

    • Naiana
      outubro 27, 2017 at 4:53 pm

      estou na mesma siuação.. não esta sendo facil, porem Deus tem me guiado e me ensinado muitas coisas.. esse texto então, sem palavras. fica firme no Pai, Ele tem sempre o melhor para nós.

    • Elaine Cavalcante
      novembro 7, 2017 at 12:28 pm

      Fernanda quando fui prestar vestibular na universidade estadual do Pará, na Uepa só tinha a opção de Biologia, emfermagem e Educação Física, nunca me vi costurando alguém ou sendo biologa, aí meu esposo falou faz Educação Física, todos os alunos gostam do professor de Educação Física, estudei 3 meses em casa havia terminado meu segundo grau a12 anos e não me identificava nesse mundo da bola. Quando me formei me tornei professora do ensino infantil e me sinto completamente realizada e feliz, só agora entendi que Deus sabia o que eu amava fazer e me guiou ao lugar certo.

    • Elaine Cavalcante
      novembro 7, 2017 at 12:35 pm

      Fernanda minha mãe pediu pra mim prestar vestibular pelo menos uma vez na vida, oois eu disse à ela que estava cansada de trabalhar em loja. Então na universidade estadual do Pará, na Uepa só tinha a opção de Biologia, emfermagem e Educação Física, nunca me vi costurando alguém ou sendo biologa, aí meu esposo falou faz Educação Física, todos os alunos gostam do professor de Educação Física. Estudei 3 meses em casa e Deus me deu sabedoria pois, havia termina o meu segundo grau Fernanda quando fui prestar vestibular na universidade estadual do Pará, na Uepa só tinha a opção de Biologia, emfermagem e Educação Física, nunca me vi costurando alguém ou sendo biologa, aí meu esposo falou faz Educação Física, todos os alunos gostam do professor de Educação Física, estudei 3 meses em casa havia terminado meu segundo grau a 12 anos e não me identificava nesse mundo da bola. Quando me formei me tornei professora do ensino infantil e me sinto completamente realizada e feliz, só agora entendi que Deus sabia o que eu amava fazer e me guiou ao lugar certo.

    • IZABEL
      novembro 15, 2017 at 4:28 pm

      Olha, ano passado eu estava exatamente na mesma situação. Posso dizer que 2016 foi definitivamente foi o ano que mais chorei na vida e nesse período eu realmente não entendia os planos de Deus para a minha vida. Eu estava no 5º período de Enfermagem de uma universidade pública, participava de projeto de pesquisa, publicava artigos, participava de congressos e estava na área da saúde, que eu tinha certeza que era a MINHA área. Acontece que eu não estava feliz lá, eu me questionava tanto a razão dessa infelicidade, e ficava mais triste ainda em saber que eu tinha tudo o que quis mas não tinha o sentimento de pertencimento ao curso, sabe? Era muito frustrante. E era ainda mais frustrante não saber o que eu queria no lugar daquele curso. Eu sempre entregava a Deus, orava, jejuava, mas não tinha resposta. Eu questionava a Deus: “Porque comigo? Logo eu que tinha sempre tanta certeza quanto a minha profissão!” Mas os planos de Deus são maiores, muito maiores, e Ele foi me mostrando aos poucos (depois de muito sofrimento e de silêncio) o que Ele queria para mim. Comecei a estudar para concurso numa tentativa de “sair da atmosfera da enfermagem” e foi aí que encontrei disciplinas do Direito. Direito NUNCA foi uma opção, nem se estivesse em último lugar eu escolheria esse curso, mas, ao estudar as disciplinas comecei a me apaixonar por elas e por tudo que envolve esse mundo das ciências jurídicas. Foi muito bom me encontrar, mas ainda era muito difícil desistir de algo que – aparentemente – eu era muito boa e que todos eram contra minha decisão. Orei a Deus sobre isso e pedi que, se fosse da vontade dEle todos os que me amavam entendessem a decisão que estava sendo feita. Não demorou uma semana, meu pedido foi atendido. Fiquei pagando apenas 1 matéria em 2017.1 enquanto estudava as matérias do direito por conta própria. Tive cada vez mais certeza do que queria e só esperava entrar na faculdade em 2018, mas Deus, da sua infinita bondade e misericórdia fez uma grande revolução na minha vida que me permitiu que eu entrasse ainda em 2017, mais precisamente 2017.2. Ore muito a Deus e peça discernimento, hoje não me arrependo de ter deixado o curso e o que eu tinha em nenhum momento, eu só queria ser feliz com a minha escolha e claramente tenho sido. Por isso faça segundo a vontade de Deus, espere nEle e quando você menos esperar Ele vai agir de forma magnífica (como sempre). Espero que realmente você possa se encontrar em algum curso e ser feliz qualquer que seja sua decisão. Deus te abençoe!

  • Amanda Lys
    outubro 30, 2017 at 2:42 pm

    😭😭😭 Esse texto diz tudo!

  • nathalia
    outubro 30, 2017 at 7:41 pm

    incrível. obrigada por ser um instrumento de Deus através de seu testemunho! grata por achar esse texto. fiz um vestibular ontem e fui mal, quem sabe não seja isso que Ele quer. preciso prestar atenção nEle.

  • Nathália
    outubro 31, 2017 at 9:33 pm

    Que texto maravilhoso ♥ Isso não é sobre faculdade, emprego e vestibular, porque toda a ação, toda a atitude que tomarmos aqui na terra deve ser boa para o reino, deve servir AO reino, independente da área que trabalharmos, que essa possa ser útil ao reino, que possamos propagar o evangelho através dela

  • Clara das Neves
    novembro 3, 2017 at 4:34 am

    Muito interessante sua história obrigado por compartilhar… Eu também estou com meu blog e sei que vai ajudar a muitos alunos, parabéns pela dedicação mulher de Deus! Gratidão a oportunidade 😉

    ENEM 2017 + ENEM NEWS

  • Larissa Paes
    novembro 17, 2017 at 9:58 am

    Eu estou me formando em Publicidade esse fim de ano e confesso que até hoje eu não entendia o porque de ter feito esse curso (quando o que eu queria mesmo era Jornalismo). Mas lendo esse texto eu finalmente entendi! Meu chamado é onde eu estou, e não onde eu “queria” estar. Deus me designou aqui. E eu cumprirei aquilo que Ele sonhou pra mim.